O meu blog faz 1 ano!

 
   Tudo  começou quando tinha, sei lá... uns 10 anos? Era Natal e deram- me um caderno, normalíssimo, com várias folhas em branco. Vinha com um cartão lá dentro que dizia: "É para apontares os trabalhos de casa. Vai-te dar jeito na escola. Beijinhos e Feliz Natal"... 
Foi o cartão mais deprimente que li em toda a minha vida. 
Como é ÓBVIO não usei aquilo para apontar o que quer que seja. 
Deixei-o "apodrecer" numa gaveta da minha secretária uns bons meses... 

   Aos 11 anos apaixonei-me por um rapaz. Ele é bastante simpático. Eu queria escrever sobre o que se passava porque juro-vos que o que se passava entre nós parecia uma novela mexicana! 
O que é que eu fiz? Peguei naquele caderno que me deram (que já estava cheio de pó) e todos os dias, mas TODO O SANTO DIA, eu chegava da escola e lá ia eu escrever sobre o tal rapazinho. Tornei aquele simples caderno num... diário. 
Depois já estava tão cansada de escrever sobre ele que passei a escrever o que se passava no meu dia a dia.

   Aquele caderno acabou por chegar ao fim... Fiquei triste porque era o meu primeiro diário e tinha acabado... Então fui comprar outro. 
Depois esse acabou. E fui comprar outro... e outro... e... outro. Eu fartei-me! 
Sim era giro, porque depois quando fosse mais velha ia ler e ia-me relembrar de tudo o que vivi na minha infância. Ainda por cima eu tinha uma letra mais horrível do que a que tenho agora!

   No dia 6 de Agosto de 2014 descobri uma coisa espetacular!
Era diferente, MUITO diferente do diário. As pessoas podiam ver o que eu escrevia; podiam dar a sua opinião sobre o que eu escrevia; podiam até rir-se com o que eu escrevia; podiam chegar ao pé de mim e dizer: "Eu li o que escreveste ontem!"... 
A minha "grande descoberta" naquele dia foi o Blogger. O site onde eu podia criar o meu próprio blog! E ele hoje faz 1 ano!

   Nós (bloggers) queremos sentir que há alguém, algures por ai, que vai poder ler aquilo que temos para dizer. Tudo o que pensamos, tudo o que nos acontece no nosso dia a dia, tudo o que aconselhamos, etc... Foi por isso que eu criei este Blog. 
Para ter um sítio onde possa dizer exatamente aquilo que quero, quando me apetecer e da maneira que eu quiser, a alguém.

Quero agradecer a todas as pessoas que me apoiam desde o início e dedicar estas palavras a todas as bloggers espalhadas pelo mundo que não se cansam de dizer o que pensam e que ajudam outros a pensar e a refletir.   


                                           Love, Inês